Master Brand

Tudo sobre vermes: parasitas intestinais comuns em cães e gatos

Compartilhar
Intro Text
Aprenda sobre as espécies mais comuns de vermes que infectam cães e gatos, como detectar os sintomas e como ajudar a manter seu pet protegido.
Content
Image
Família com um cão na coleira num gramado

Os vermes intestinais são mais do que apenas um incômodo que pode causar desconforto ao seu cão ou gato – eles também podem representar sérios riscos à saúde do seu pet, a sua e da sua família. Existem muitas espécies de vermes, as mais comuns e mais importantes são o Ancylostoma spp., o Toxocara spp. e o Dipylidium caninum, pois estes vermes são zoonoses, podem ser transmitidos dos animais aos seres humanos. Saber como seu pet pode ser exposto a esses parasitas intestinais é importante para ajudar a reduzir o risco para você e sua família também.

Existem dois grandes grupos de vermes intestinais, os “redondos” (nematóides) e “chatos” (cestóides).

Os vermes redondos têm formato cilíndrico, não têm divisões, sua pele é firme e elástica. As espécies mais comuns são o Ancylostoma spp e o Toxocara spp.

• Sintomas: Os animais adultos podem não apresentar nenhum sintoma. Os sintomas são mais comuns em animais jovens e podem incluir diarreia (em algumas vezes com presença de sangue) e anemia. Isso pode levar à morte rapidamente dependendo da condição do animal e grau de infestação.

• Como cães e gatos podem ser infectados por ancilóstomos: Esses vermes podem ser contraídos se seu pet comer ou andar no solo contendo larvas de ancilóstomos – considerando que as larvas de ancilóstomo podem penetrar na pele – ou se seu pet comer um animal infectado (por exemplo, roedor ou pássaro). Filhotes também podem ser infectados através do leite.

• Como as pessoas podem contrair ancilóstomos: Se elas andam descalças em solo que tem larvas de ancilóstomo, as larvas podem penetrar na pele e causar coceira intensa, o que conhecemos como “bicho geográfico”. As larvas também podem ser ingeridas acidentalmente.

Como cães e gatos podem ser infectados por toxocaríase: é causada por um verme que habita o intestino de cães e gatos, o Toxocara spp. Cães e gatos parasitados eliminam ovos destes vermes nas fezes contaminando o ambiente. As crianças podem se infectar ao ingerirem acidentalmente estes ovos através do contato com fezes, solo, alimentos ou objetos contaminados.

Como as pessoas podem contrair toxocaríase: Quando os ovos são ingeridos pelos humanos, que são hospedeiros acidentais, eles não conseguem se desenvolver e iniciam uma migração por vários órgãos do hospedeiro causando a chamada larva migrans visceral. Caso durante a migração esta larva atinja os olhos pode levar a cegueira e causa a chamada larva migrans ocular. A larva migrans visceral em alguns pacientes, pode causar febre alta, aumento do fígado e do baço e pneumonia, que ocorre devido a migração da larva do Toxocara spp pelos diversos órgãos.

Os vermes chatos (ou tênias), como o nome já diz, são achatados e têm aparência de uma fita com várias divisões. São transmitidos pela ingestão de um hospedeiro intermediário, que podem ser pulgas, roedores ou carne crua. Os mais comuns são: Taenia, Echinococcus e Dipylidium.

• Sintomas: A maioria das infecções é assintomática. No entanto, elas podem causar perda de peso, diarreia e vômito.

• Como cães e gatos obtêm vermes: Os segmentos que contêm ovos são liberados do verme e passam pelas fezes do animal, permanecendo móveis por algum tempo. Hospedeiros secundários, como animais de pasto, roedores, lagartos ou até larvas de pulgas, ingerem os ovos. Os vermes amadurecem dentro desse hospedeiro secundário e os pets são infectados ao ingeri-los. A tênia mais comum é chamada de 'tênia da pulga' e, como o nome sugere, é contraída quando animais de estimação engolem pulgas infectadas.

• Como as pessoas podem contrair tênias: As pessoas são infectadas com tênias quando ingerem os ovos ou engolirem acidentalmente uma pulga infectada. Isso é incomum, mas pode ser muito perigoso.

A espécie mais comum de vermes chatos é o Dipylidium caninum, que tem como principal hospedeiro intermediário a pulga, que é acidentalmente ingerido pelo animal ao se coçar ou lamber e as tênias, adquiridas pela ingestão de roedores ou carne crua (Ex: bovinos, ovinos e suínos).

A Giárdia é um protozoário microscópico muito comum que coloniza o intestino. Sua transmissão ocorre através da ingestão de cistos de Giárdia presentes em alimentos ou água contaminados. Sobrevivem por longos períodos e são resistentes à maioria dos desinfetantes comuns.

Como proteger seu pet dos vermes

É aconselhável vermifugar regularmente o seu cão ou gato, não apenas para a saúde do seu pet, mas para ajudar a proteger você e sua família dos efeitos potencialmente prejudiciais dos parasitas.

A recomendação usual para cães e gatos adultos é vermifugá-los pelo menos a cada três meses. Há uma variedade de opções disponíveis para desparasitar seus animais de estimação, incluindo comprimidos, como o Drontal® para cães e gatos, e tratamentos tópicos, como o Advocate® para cães e gatos e o Profender® para gatos.

Qual tratamento você deve escolher?

Realizar a vermifugação com os comprimidos mastigáveis de Drontal® é um método muito eficaz de eliminar vermes. Eles matam vermes intestinais redondos e achatados além de eliminar Giardia. O Drontal® também está disponível em forma líquida para filhotes de cachorro e em comprimido com formato elipsoide, exclusivamente feito para gatos – mas, como os donos de gatos sabem, dar um comprimido para um gato pode ser complicado!

Outra opção para desparasitar seu cão ou gato é o Advocate®. O tratamento mensal também controla pulgas e dirofilariose. O Profender SpotOn também está disponível como um tratamento de primeira linha para gatos, que ajuda a aliviar o estresse da ingestão de um comprimido pois basta aplicar a pipeta na nuca do gatinho e sua fórmula mata vermes intestinais comumente encontrados em gatos. O Profender pode ser usado em gatos a partir de 0,5 kg.

Agora com seu novo conhecimento sobre vermes e medidas preventivas adequadas, você pode garantir que seu pet permaneça saudável, apto e protegido dos efeitos desagradáveis ​​dos vermes intestinais.

Palavras-chave
Compartilhar