Master Brand

Tratamento da dirofilariose em cães

Compartilhar
Intro Text
A dirofilariose em cães, também conhecida como verme do coração, é uma doença que pode ser fatal e é transmitida por mosquitos em áreas endêmicas. Saiba aqui sobre sinais, sintomas como tratar e proteger seu cachorro! E não esqueça que esse parasita também pode afetar os gatos!

A dirofilariose é transmitida por mosquitos. Uma picada de um mosquito infectado transmitirá larvas de dirofilária para o seu cachorro; essas larvas crescem e se desenvolvem por um período de vários meses e então se tornam vermes adultos, que vivem nos principais vasos sanguíneos do coração e, às vezes, até mesmo no próprio coração. A dirofilariose é uma doença grave e difícil de tratar. Por isso, se você mora em regiões com alta incidência da doença ou for viajar para esses locais com seu cão, tomar medidas para evitá-la é essencial.
Content
Image
Cachorro livre de vermes deitado na grama

Em quais países o verme do coração é comum?

Estudos locais reportam diferentes dados sobre a incidência da doença em nosso país de acordo com as condições ambientais, como o clima, presença do mosquito, população de cães, assim como os cuidados dispensados ao tratamento e prevenção dos animais. Por isso, observamos diferentes porcentagens de cães acometidos em muitas regiões, mas dentre os países da América do Sul, o Brasil é o que tem o maior número de relatos. Os relatos variam de áreas livres da doença até áreas hiperendêmicas.

Cidades costeiras da Bahia e Pernambuco, Amazonas e Rio de Janeiro têm elevada prevalência, podendo ultrapassar 45%, dependendo da cidade. Cidades costeiras são locais favoráveis para o mosquito transmissor devido a temperatura e umidade. Na região sudeste, a prevalência é de 26%. A área mais fria do país, o Sul, em algumas regiões costeiras, a prevalência é surpreendentemente alta, como o Paraná, que detém 32% da prevalência da doença na cidade de Guaraqueçaba.

Por esse motivo é fundamental que você faça a prevenção em seu animal e o mantenha sempre protegido.

FONTE: http://www.periodicos.usp.br/bjvras/article/view/132572/138014

Sintomas

Os sintomas podem variar dependendo do número de vermes presentes; cães infectados por poucos vermes podem apresentar menos sinais, mas uma carga maior de vermes pode provocar tosse e cansaço fácil ao se exercitar, levando até à insuficiência cardíaca.

Diagnóstico

O veterinário pode diagnosticar a dirofilariose de duas maneiras. A primeira é fazendo um exame de sangue no cão para procurar microfilárias (as microfilárias são produzidas pelos vermes adultos e circulam na corrente sanguínea do animal). Outro exame de sangue consegue detectar a presença de vermes adultos. Uma radiografia de tórax também pode ajudar a determinar a extensão das lesões no coração e nos pulmões.

Tratamento

A dirofilariose é difícil de tratar, principalmente porque matar os vermes pode causar mais problemas, pois os vermes mortos podem ficar alojados na circulação.

O tratamento de dirofilariose envolve primeiramente a aplicação de um medicamento para matar os vermes adultos. Durante esse período, os cães precisam de restrição aos exercícios e terapia de suporte para evitar complicações.

Quando essa etapa do tratamento for concluída, é aplicado um medicamento diferente que ataca o estágio do verme que circula na corrente sanguínea – as microfilárias. Novamente, isso não ocorre sem complicações: conforme vão morrendo, as microfilárias podem provocar reações alérgicas (choque anafilático).

Vários outros tratamentos podem ser necessários dependendo dos sintomas que o cão apresentar. Às vezes, é necessária uma cirurgia para retirar os vermes se eles estiverem impedindo o fluxo de sangue no coração. Por esse motivo é indispensável o auxílio do médico veterinário, que irá avaliar e conduzir os casos da melhor forma.

Prevenção

A dirofilariose é uma doença grave, e o tratamento pode ser caro e difícil; por isso o ideal é impedir que seu amigo seja infectado.

Existem duas maneiras de fazer isso em cães (e fazer as duas coisas juntas oferece uma proteção mais efetiva): primeiro, usando um repelente contra mosquitos; depois, aplicando regularmente um produto preventivo contra dirofilariose que mate os estágios larvais do parasita evitando que venha a se tornar vermes adultos.

Conheça Advocate que usado regularmente protege seu pet contra o verme do coração.

Converse sempre com seu veterinário a respeito das medidas necessárias para garantir que seu pet fique protegido.

Image
Detalhamento do verme do coração a ser tratado em cães
Compartilhar