Master Brand

O guia essencial de alimentação para filhotes de cachorro

Compartilhar
Intro Text
Tudo o que você precisa saber sobre a alimentação do seu filhotinho.

Você acabou de levar um lindo filhote de cachorro para casa, e ele está com fome. Mas o que você deve dar para comer? Quantas vezes você precisa alimentá-lo, e quanta comida deve dar de cada vez? Que informações você deve procurar nos rótulos da ração? Aqui, respondemos a todas essas perguntas e muito mais para ajudar você a fazer as melhores escolhas possíveis ao alimentar esse novo integrante peludo da sua família.
Content
Image
Cachorro sentado com seus potes de comida e água, lambendo os beiços enquanto olha para cima

Acertando o básico 
Quando se trata de alimentar um filhote de cachorro, existem alguns princípios importantes a saber desde o início. 

  • Água potável de fácil acesso: seu cachorro precisa ter acesso constante a água potável. Limpe e encha a tigela de uma a duas vezes por dia, ou quando notar que a tigela precisa ser reabastecida para manter a água limpa e fresca. Não se esqueça: os filhotes têm pouco controle da bexiga e precisam urinar com frequência. 
  • Não dê leite ao seu cachorro: filhotes precisam do leite de suas mães, após o desmame não é necessário nem recomendado dar nenhum tipo de leite ao seu amigo de quatro patas pois é difícil para ele digerir e pode provocar diarreia e problemas de estômago.  
  • Ração de filhote, não de cachorro adulto: os filhotes crescem rapidamente e precisam de muitos nutrientes. Mas, por serem pequenos, só podem comer uma pequena quantidade de ração por vez. É por isso que eles precisam de uma dieta nutritiva que inclua todos os ingredientes necessários para uma formulação de qualidade. Por isso, geralmente é recomendável que você dê ao seu filhote alimentos especialmente formulados (e não ração para cães adultos) até que ele esteja completamente crescido. Existe uma grande variedade de rações para filhotes que são facilmente identificáveis, pois no próprio rótulo deixam claro as idades indicadas.
  • Não dê comida de gente: embora os cachorros possam, sim, comer certos alimentos destinados ao consumo humano, é melhor não dar nada do tipo a eles quando jovens. Prefira uma ração especialmente formulada para filhotes. As rações já contém todos os nutrientes que eles precisam.
  • Mantenha o lugar das refeições separado do lugar das necessidades: desde muito pequenos, os filhotes evitam instintivamente fazer xixi e cocô no mesmo lugar em que comem. Ajude esse comportamento mantendo a área das refeições totalmente separada da área do “banheiro”.   

Escolha a melhor ração para filhotes: o que você precisa procurar na embalagem? 
Os filhotes precisam de uma concentração elevada de nutrientes nos alimentos, porque não podem comer grandes quantidades. 

Os pet shops vendem rações especialmente formuladas para filhotes, com maior teor de proteínas e enriquecidas com as vitaminas, minerais e gorduras de que precisam para o crescimento saudável.  

Ao ler o rótulo em uma embalagem ou lata de ração, lembre-se de que os ingredientes estão listados em ordem decrescente de proporção. É uma boa ideia procurar uma descrição específica dos ingredientes (por exemplo, a origem exata da carne ou das fibras). Termos genéricos, como “cereais” ou “derivados de carne” e “proteína animal”, podem abranger um grande número de ingredientes de qualidade variável. De modo geral, recomendamos que você evite produtos que só indiquem uma descrição vaga dos ingredientes.

Outra coisa que vale saber: o termo “completo” é uma definição jurídica. Portanto, se no rótulo ou na embalagem estiver escrito “ração completa”, significa que o produto contém todos os nutrientes de que seu filhote precisa diariamente. 

Aqui estão algumas informações que vale a pena procurar:

  • Fonte de proteína. A fonte de proteína – geralmente carne ou peixe – deve ser o primeiro item da lista. Procure sempre uma fonte específica de proteína, como frango, salmão, cordeiro etc., em vez de os genéricos “carne” ou “proteína”. Os alimentos para filhotes devem ter um maior teor de proteínas do que os alimentos para cães adultos.   
  • Fonte de gorduras. A gordura ajuda a manter a pele e o pelo saudáveis. Em particular, ácidos graxos como ômega-3 e ômega-6 desempenham um papel essencial no controle de inflamações, na prevenção da trombose e no desenvolvimento do cérebro. Verifique se a embalagem especifica as fontes de gordura, como gordura de frango (em vez de apenas “gordura animal”), óleo de girassol ou outros óleos, por exemplo. As gorduras de frango, cordeiro e peru são ricas em ômega-6, e os óleos de peixe são ricos em ômega-3.  
  • Carboidratos e fibras, como cereais. É comum usar cereais para aumentar o volume da ração de cachorro, e alguns são melhores que outros. O arroz, por exemplo, é uma fonte relativamente nutritiva de carboidratos para os filhotes, enquanto cereais mais baratos, como o milho, não são muito fáceis de digerir. Novamente, evite produtos que só indiquem termos genéricos como “cereais”. Você precisa saber exatamente o que está dando de comer ao seu filhote.  

Com que frequência e quantidade devo alimentar meu filhote? 
Cada filhote é único, e a quantidade de ração necessária depende de vários fatores, inclusive idade, raça, porte e nível de atividade. 

No entanto, geralmente é recomendável que você alimente seu filhote três vezes ao dia e reduza para duas vezes ao dia aos 6 meses de idade. 

Em relação à quantidade, cada pacote de ração deve ter diretrizes de alimentação. Utilize-as como ponto de partida e divida a quantidade diária recomendada pelo número de refeições por dia. Lembre-se: se você estiver dando petiscos extras ao seu filhote, reduza um pouco a ração para controlar a ingestão calórica total. Há uma enorme variedade de petiscos para cachorro no mercado.

É uma boa ideia tentar criar uma rotina regular para o seu filhote. Escolha os horários de alimentação que provavelmente serão convenientes para você na maioria dos dias e tente se ater a eles o máximo possível. 

Conservantes naturais ou artificiais
Não importa a forma, todas as rações para cachorro precisam da adição de conservantes para impedir que estraguem rapidamente. 

Conservantes artificiais, como etoxiquina, butil-hidroxianisol (BHA) e dibutil-hidroxitolueno (BHT), são usados na ração para cachorros há muitos anos. Alguns tutores preferem ração fabricada com conservantes naturais, como vitamina E, ácido ascórbico (vitamina C) e extratos de plantas. 

Alimentos que contêm conservantes naturais podem ter uma validade mais curta e são mais caros. 

A ração enlatada se mantém fresca naturalmente, graças ao processo de conserva.  

Ração úmida ou seca 
Tanto a ração úmida (enlatada) como a seca têm suas vantagens. A ração enlatada tem cerca de 80% de água, portanto ajuda a manter seu filhote bem hidratado, mas esse alto teor de água significa que ela também contém menos calorias e nutrientes. Ração seca é mais conveniente e pode ser deixada na tigela do seu filhote por mais tempo. 

Porém, a ração úmida é mais fácil para os filhotes comerem. Enquanto seu filhote for jovem, com dentes pequenos ainda em crescimento, é importante que ele tenha pelo menos um pouco de ração úmida para comer, de modo a garantir a ingestão de todos os nutrientes necessários. 

Comida caseira ou ração pronta 
Fazer comida para o seu cachorro em casa pode parecer uma boa ideia, porque você decide exatamente o que ele come e pode garantir que só os alimentos de maior qualidade entrem na tigela. 

Porém, calcular exatamente o equilíbrio certo de alimentos e grupos de alimentos (por exemplo, proteínas, gorduras etc.) é uma tarefa difícil e algo que os fabricantes de ração passaram anos aperfeiçoando. Por esse motivo – e principalmente para filhotes muito jovens – recomendamos a compra de uma ração pronta de qualidade no seu pet shop ou veterinário, para garantir que seu pet consuma todos os nutrientes dos quais precisa. Caso opte por fazer uma dieta caseira, converse com o médico veterinário para que ele possa orientar qual a melhor formulação, que atenda às necessidades nutricionais do seu filhote.

 

Compartilhar