Master Brand

Seis coisas que você precisa saber antes de levar um filhote de gato para casa

Compartilhar
Intro Text
Desde a escolha da raça até a ida para casa, esta lista ajudará você a encontrar o gatinho certo para você e sua família e a mantê-lo saudável a partir do momento em que o levar para casa.

Levar um novo filhote de gato para casa pode ser uma experiência emocionante, mas é só o começo. Depois de ter tomado essa decisão, você precisa preparar sua casa para a nova chegada e escolher um veterinário, se ainda não tiver um.

Dedique um tempo para planejar e se preparar adequadamente para que seu novo gatinho tenha tudo o que precisa para uma vida longa, feliz e saudável em seu novo lar! Siga esta lista para começar.

Content
Image
Filhote de gato brincando com brinquedo para gatos preso a uma linha

Decida que tipo de gato você quer e onde encontrá-lo

Decidir que tipo de gato você quer pode ser difícil. Sua decisão será influenciada pelo lugar onde você pretende achá-lo: um abrigo de animais ou um gatil ou criador respeitável. Se você escolher adotar um gatinho em um abrigo ou feira de adoção, talvez não consiga encontrar certas raças, mas a equipe do abrigo ajudará a encontrar o companheiro ideal para você. Se você já se decidiu por uma raça específica, comprar um filhote de um criador pode funcionar melhor para você.

Independentemente de adotar ou comprar um filhote, faça estas perguntas a si mesmo ao escolher um gato:

  • Quantas horas você poderá passar com seu gatinho?
  • Ele será um gato de casa ou terá acesso ao ar livre?
  • Ele vai viver com outros animais?
  • Você prefere um gato de pelo longo ou curto?
  • Com que frequência você conseguirá escovar seu gato?

Uma lista clara de requisitos e preferências facilitará o processo na busca de um gatinho que combine com você e com seu estilo de vida. Além disso, reserve um tempo para consultar um veterinário ou abrigo sobre os possíveis problemas de saúde de certas raças.

Verifique se o filhote tem pelo menos 12 semanas de idade

Os especialistas aconselham que os filhotes de gato fiquem com a mãe até que tenham pelo menos 12 a 13 semanas de idade. Nessa idade, o gatinho já terá aprendido as habilidades essenciais para a vida com a mãe, inclusive, como comer de forma independente e como usar a caixinha de areia.

Os filhotes também aprendem habilidades sociais valiosas com seus irmãozinhos de ninhada durante esse período; portanto, tente não adotar um gato com menos de 12 semanas de idade.

Compre os suprimentos essenciais

Antes de levar seu filhote para casa, você deve ter, no mínimo, esses itens essenciais:

  • Uma caixa, cesto ou cama quentinha em um lugar tranquilo para seu pet dormir;
  • Ração adequada para a idade e estágio de desenvolvimento do seu filhote;
  • Tigelas de comida e água ;
  • Uma caixa de areia ou areia higiênica – uma caixa por gato na casa e uma caixa extra por precaução.

Você também pode considerar a compra desses itens:

  • Uma caixinha de transporte segura para levar seu filhote para casa pela primeira vez ;
  • Brinquedos e petiscos para incentivar a estimulação mental e auxiliar no adestramento;
  • Materiais de higiene, como uma escova e cortador de unhas;
  • Um arranhador;
  • Uma coleira e uma plaquinha com suas informações de contato;
  • Uma guia com peitoral, se você planeja ensinar seu gato a passear;
  • Uma escova de dentes e creme dental para gatos.

Prepare sua casa para o novo filhote

Lembre-se de que os gatinhos são extremamente curiosos e tentam explorar todos os lugares. Bloqueie o acesso a possíveis rotas de fuga ou coisas perigosas, como produtos de limpeza tóxicos, fiação elétrica exposta ou vasos de plantas que são venenosas para gatos (por exemplo, lírios).

Você também pode considerar o uso de produtos de limpeza seguros para gatos. E não se esqueça: além de proteger seu gatinho da sua casa, você também precisa proteger sua casa do seu gatinho. Um arranhador ou árvore de gato pode ajudar seu novo filhote se divertir, você mantém seu sofá e outros móveis a salvo de suas garras.

Escolha um veterinário e marque a primeira consulta

Ao adotar seu novo filhote, você deve levá-lo ao veterinário para uma primeira consulta e, se necessário, tratamento contra pulgas e vermes. Você precisará manter os parasitas sob controle por toda a vida do seu gato; pergunte ao veterinário sobre a melhor maneira de prevenir esse incômodo que pode trazer riscos a você e seu melhor amigo.

A consulta veterinária também pode ser usada como uma oportunidade para o seu gatinho fazer um check-up geral, incluindo avaliação do peso, dos olhos, ouvidos e dentes. A vacinação também deve ser discutida com o veterinário, pois é uma parte importante da vida de um gato. As vacinas geralmente são aplicadas a partir das 9 semanas de idade, e você precisará providenciar reforços. . Seu gatinho também deve ser castrado por volta dos 6 meses de idade.

O seu gatinho já pode ter sido microchipado antes de você o levar para casa; se não, providencie que isso seja feito o mais rápido possível pelo seu veterinário ou por um profissional autorizado. O microchip é um recurso inestimável e ajuda a garantir que o seu gato não fique perdido por muito tempo caso ele fuja de casa.

DICA: Lembre-se que o michochip não é um rastreador, isso significa que ele não vai fornecer informações sobre a localização caso seu gatinho se perca.

Ao microchipar seu pet, você receberá um número que deve ser cadastrado no site www.abrachip.com.br

Dentro da área de cadastro, coloque seu nome e dados de contato (mantenha telefones atualizados).

Se seu gato for encontrado e levado a uma clínica, um leitor específico fornece o número de cadastro do seu animal.

Dessa forma, é possível localizar seu telefone (que você cadastrou na abrachip, lembra?) e te avisar sobre o paradeiro do fujão!

É uma ferramenta muito bacana, mas é importante que você siga essas orientações, pois caso contrário, o microchip não vai exercer sua função corretamente.

Prepare-se e eduque-se

Cuidar de um gatinho exige muito mais do que abraços e fotos fofas. Adestrar e cuidar do seu novo gatinho pode ser um trabalho estressante e desgastante. Você pode até passar algumas noites em claro ou acordar de madrugada enquanto ajuda seu gatinho a se adaptar à nova casa. Também é normal alguns “acidentes” enquanto ele aprende a usar a caixa de areia e o arranhador.

Os gatos são curiosos, independentes e adoram explorar, por isso é importante estabelecer algumas regras básicas no começo. Apesar de alguns percalços no caminho, adotar um gatinho é uma das melhores decisões que você pode tomar. Você será recompensado com infinitos miado, ronronar feliz e muito amor!

Palavras-chave
Compartilhar