Master Brand

Alimentando seu filhote: Dicas essenciais de nutrição

Compartilhar
Intro Text
Aprenda a dar uma dieta equilibrada e nutritiva para o seu filhote de cão ou gato, com que frequência alimentá-los e quais alimentos evitar.
Content
Image
Cachorrinho e gatinho

Os filhotes – tanto de cão como de gato – crescem melhor com uma dieta equilibrada que vai mudando conforme sua idade e estágio de vida, embora suas necessidades nutricionais individuais possam ser diferentes. Oferecer uma dieta saudável e nutritiva para o seu novo filhote ajudará ter um bom crescimento, bastante energia e saúde. 

Uma dieta equilibrada para filhotes de cachorro

Para filhotes felizes e saudáveis, é essencial uma dieta completa e equilibrada. Ao escolher a ração, você precisará considerar os ingredientes, o tamanho da porção e a qualidade do alimento. As orientações a seguir podem ajudar.

Fórmulas para filhotes

Rações nutritivas de qualidade premium ou super premium, desenvolvidas especificamente para filhotes, fornecem todos os nutrientes necessários para se ajustar ao rápido crescimento dessa fase. 

Fórmulas específicas para raça e porte

Lembre-se de comprar a ração adequada para a raça e/ou porte do seu filhote, para que ele receba a quantidade correta de alimento e não ganhe peso demais à medida que cresce. 

Água limpa

Água limpa e fresca é essencial – evite o leite, pois pode causar diarreia. Lembre-se de trocar regularmente a tigela de água; não deixe ficar parada mais de um dia. 

Evite comida para humanos

O consumo de alimentos para humanos é uma causa comum de problemas de pele, alergias e obesidade em cães. Esses alimentos podem ser muito gordurosos, são causas comuns de pancreatite e outras doenças em cães e devem ser evitados.  

A propósito: Peça orientação ao veterinário sobre como manter os dentes e gengivas do seu filhote saudáveis. Dietas especiais, petiscos e limpeza dos dentes em casa são ótimas maneiras de manter os dentes do filhote fortes e saudáveis, e você deve continuar esses hábitos durante toda a vida do seu pet. 

Com que frequência alimentar o filhote?

Deixe as refeições espaçadas uniformemente ao longo do dia e, ao mudar a dieta do seu filhote ou fazer a transição para ração adulta, faça isso gradualmente ao longo de uma semana, para fazer a adaptação, evitando transtornos gastrintestinais.

Aqui, vão algumas orientações gerais para a alimentação de filhotes que já foram desmamados do leite materno: 

  • Três a quatro refeições por dia até o seu cachorro completar 12 semanas 
  • Duas a três refeições por dia para filhotes de até 6 meses de idade 
  • Duas refeições por dia para cães com mais de 6 meses de idade 

Observação importante: cães de raças grandes e gigantes não devem ser alimentados somente uma vez ao dia.

Alimentos que você não deve dar ao seu filhote

Alimentar o seu cachorro com qualquer coisa que não seja uma fórmula específica para filhotes pode causar problemas de saúde.  Não dê ao seu filhote: 

  • Ração para cães adultos (não fornece a nutrição correta para um cão em crescimento) 
  • Restos da mesa (são ricos em gordura) 
  • Ossos cozidos (podem fraturar os dentes e perfurar o trato gastrintestinal) 

Além disso, você deve evitar os seguintes alimentos, que são tóxicos para cães: 

  • Chocolate 
  • Cebola 
  • Alho 
  • Abacate 
  • Nozes e castanhas 
  • Uva  

Iscas de fígado são um petisco natural muito mais saudável para o seu cão do que alimentos humanos, e são igualmente ou até mais saborosos.

Image
Gatinho correndo na grama

Gatinhos precisam de uma dieta completa e equilibrada

Assim como os filhotes de cachorro, os filhotes de gato precisam de uma dieta especial em relação à nutrição e frequência das refeições. 

Para ajudar a promover o crescimento e a saúde ao longo da vida, siga estas orientações de nutrição adequadas para gatinhos.

Fórmulas para filhotes

Durante o primeiro ano, a melhor nutrição será uma ração pronta especialmente formulada “para filhotes”. 

Porções pequenas

Dê pequenas quantidades de ração várias vezes ao dia! Gatos comem de forma fracionada, ou seja, se alimentam de pequenas porções, mas fazem isso diversas vezes. Não dê alimento em excesso, pois pode causar diarreia, vômitos e ganho excessivo de peso.  Para adequar a quantidade, forneça sempre o indicado pelo fabricante na embalagem e vá corrigindo de acordo com o crescimento do seu gatinho.

Água fresca

Seu gatinho deve sempre ter acesso à água fresca. Troque-a com frequência e tenha mais de um bebedouro pela casa. Isso vai estimulá-lo a ingerir mais água e manter os rins sempre saudáveis.

Uma área de alimentação tranquila e segura

Alimente o seu filhote de gato em uma área limpa e segura, longe de muito ruído. 

Converse com o veterinário para descobrir qual a melhor ração para seu gatinho. Embora a comida caseira possa parecer uma opção mais nutritiva, ela carece de uma boa fonte de ácidos graxos ômega-3 para o desenvolvimento do cérebro e dos olhos e pode levar à deficiência de taurina, o que pode causar cegueira e insuficiência cardíaca em gatos.

A ração premium e super premium para filhotes tem o equilíbrio adequado de nutrientes essenciais, aminoácidos, vitaminas e minerais. Verifique a embalagem antes de comprar uma nova ração para seu gato filhote ou adulto e opte sempre pelas rações premium ou super premium.

Se você quiser mudar a dieta do seu gatinho ou fazer a transição para ração adulta, faça gradualmente ao longo de uma semana para evitar transtornos gastrointestinais.  

Com que frequência alimentar o filhote?

Estabelecer um horário para alimentar seu filhote ajudará a desenvolver bons hábitos alimentares ao longo da vida e evitará excessivo ganho de peso.  

Aqui, vão algumas sugestões para a alimentação de filhotes de gato que já foram desmamados do leite materno: 

  • Quatro a cinco refeições por dia enquanto seu gato tiver de 3 a 6 meses de idade 
  • Três a quatro refeições por dia a partir dos 6 meses de idade 

Se seu gatinho passa o dia sozinho em casa, uma opção é manter a ração à vontade, mas lembre-se de fazer adequada e frequente higienização dos comedouros e bebedouros. As rações úmidas, conhecidas como ‘’sachês’’ ou ‘’patês’’ não devem ser mantidas no pratinho após a alimentação. Depois de fornecer esse tipo de alimento ao seu pet, descarte o que sobrou no comedouro.

Alimentos que você não deve dar ao seu filhote

Para evitar possíveis problemas de saúde, não alimente seu gatinho com estes alimentos:  

  • Leite e laticínios
  • Restos de comida e ossos (a gordura pode causar problemas digestórios, e os ossos podem perfurar o trato gastrintestinal e provocar obstrução intestinal) 
  • Ração para cães (não fornece os nutrientes adequados para os gatos) 

Alguns alimentos são tóxicos para gatos adultos e filhotes, e devem ser evitados a todo custo: 

  • Cafeína 
  • Chocolate 
  • Uvas (frescas ou passas) 
  • Alho e cebola 

A nutrição é apenas o primeiro passo para manter seu novo filhote saudável, seja ele um cão ou gato. Solicite orientação ao seu veterinário sobre a alimentação adequada do seu amigo e também sobre o melhor momento da vacinação para seu filhote. Lembre-se de iniciar um plano de proteção e prevenção de parasitas para protegê-los de possíveis infecções em sua nova casa.

Compartilhar