Master Brand

Como cães de terapia fazem a diferença na vida de outras pessoas

Compartilhar
Intro Text
Cães de terapia proporcionam conforto, carinho e amor a crianças e adultos que passam por períodos difíceis em suas vidas. Confira o que é preciso para se tornar um.
Content
Image
Criança no hospital feliz com um cachorro terapeuta

Cães de terapia não são apenas especialistas em fazer os humanos sorrirem: eles podem fazer conexões duradouras e melhorar o bem-estar mental e emocional das pessoas com quem passam o tempo. Descubra mais sobre o que um cão de terapia faz, quais raças são mais adequadas para o trabalho e como o seu cachorro pode se tornar um.

Como os cães se tornam cães de terapia?

Os cães de terapia muitas vezes podem ser confundidos com seus semelhantes, igualmente heroicos, cães de assistência e cães de serviço - que exigem treinamento mais rigoroso e complexo para ajudar os seres humanos com deficiências físicas ou mentais ou outras condições de saúde, ou na detecção e rastreamento de objetos, ou proteção e vigilância. O processo para se tornar um cão de terapia pode ser muito mais fácil.

Os potenciais cães de terapia devem ser submetidos a avaliações para garantir que tenham um temperamento calmo e que não se assustem ou fiquem com medo facilmente diante da presença de crianças ou em lugares estranhos ou com muito barulho.

Se você está pensando em se candidatar para ter seu cão certificado como animal de terapia, existem várias organizações especializadas que podem ajudá-lo a fazer isso. Você pode encontrar muitas dessas organizações através de uma pesquisa on-line.

Da mesma forma, se você ou sua instituição gostariam de começar a receber visitas de animais de terapia, essas organizações terão prazer em ajudar.

Quais raças são ideias para serem cães de terapia?

Os labradores - famosos por sua natureza gentil - são excelentes cães de terapia. Outras raças de cães que se destacam na terapia incluem:

  • Golden Retrievers
  • Collies
  • Pastores alemães
  • Beagles
  • Galgo inglês
  • Spitz alemão, conhecido também como lulu da Pomerânia

No entanto, qualquer cão pode se tornar um cão de terapia se for submetido a avaliações e processos de registro adequados. Lembre-se de que não são apenas os cães que podem ser certificados para proporcionar conforto aos seres humanos; gatos também podem ser animais de terapia.

Onde os cães de terapia trabalham?

Cães de terapia costumam visitar hospitais, escolas e asilos para ajudar estudantes e pacientes que precisam de auxílio extra para aprender, acalmar-se, ou até mesmo sorrir.

Os dias nunca são iguais para cães de terapia e seus donos. Mas algumas das garantias diárias do trabalho incluem os sorrisos e a felicidade dos humanos que o cão visita e, certamente, todos os abraços, carinho e petiscos que o cão recebe em troca!

Cães de terapia nas escolas

Cães terapeutas costumam frequentar as escolas para ajudar as crianças com a habilidade de leitura. Às vezes, as crianças podem ficar nervosas e estressadas quando são solicitadas a ler em voz alta na sala de aula. Isso pode fazê-las associar a leitura a sentimentos negativos e é nisso que os cães e seus donos podem ajudar.

Os cães terapeutas se misturam com as crianças na sala de aula, recebendo afago e oferecendo tranquilidade para ajudar as crianças a relaxarem. As crianças que têm dificuldade com a leitura, geralmente se revezam na leitura de uma história para o cão. Por estarem mais relaxadas e focadas no cão, as crianças não se sentem tão pressionadas, o que pode ajudar a aumentar a confiança e a habilidade de leitura.

Mas não se trata apenas de estudar é fornecido bastante tempo para os cães brincarem e interagirem com as crianças durante os intervalos dos estudos.

Cães terapeutas em casas de repouso e hospitais

Muitas pessoas não são mais capazes de ter animais de estimação quando vão morar em casas de repouso. Às vezes, porém, os cães terapeutas podem visitar, e é evidente o quanto as pessoas amam e sentem falta de estar perto de animais assim que um cão entra no quarto. Muitos residentes de casas de repouso adoram o rabo abanando, um par de grandes olhos castanhos e um nariz molhado e frio, especialmente se estiverem deprimidos, doentes ou se sentindo sozinhos.

O mesmo se aplica aos pacientes internados em hospitais. Passar um tempo e dar atenção a um cão de terapia pode fazer uma diferença significativa no dia do paciente, o que, por sua vez, pode ter efeitos positivos na maneira como ele se sente e lida com o tratamento.

Não são apenas os moradores que estão ansiosos para receber visitas de um cão terapeuta a equipe que ali trabalha também gosta de vê-los!

Quais outros trabalhos estão disponíveis para cães de terapia?

Cães de terapia - e outros animais - trabalham em muitos cenários diferentes. Eles costumam visitar seres humanos em instituições psiquiátricas. Sua capacidade de formar uma conexão com aqueles que têm dificuldade em se conectar de outras maneiras é inestimável.

Essa propensão a se conectar é incrivelmente forte, e uma das razões pelas quais os cães também são usados ​​como companheiros de pessoas com autismo. Cães especialmente treinados para assistência ao autismo proporcionam companhia e conforto às pessoas que podem ter dificuldade para se comunicar ou se fazer entender para outros seres humanos.

Você está pronto para obter a certificação?

Se você acha que seu cão seria um cão terapeuta ideal saiba que poucas atividades são tão gratificantes - tanto para ele quanto para você. Ver a diferença que você e seu pet podem fazer na vida de outras pessoas - seja melhorando suas habilidades de leitura, animando-as, proporcionando conforto, momentos felizes ou simplesmente servindo como uma distração alegre - é realmente gratificante.

Compartilhar